Em que se transforma o tempo perdido?

Em poesia. Já está disponível a plaquete “O que se perde em buscar o tempo perdido”, uma seleção de poemas nostálgicos e irônicos do poeta argentino Horacio Fiebelkorn, traduzidos por Virna Teixeira.

Pedidos? arqueriaeditorial@yahoo.com.br

O poeta argentino Horacio Fiebelkorn lança este semestre a plaquete “Sobre o tempo que se perde em buscar o tempo perdido” pelo selo “O arqueiro verde”.

Acaba de sair a plaquete “Mar Morto”, uma pequena série de poemas de Virna Teixeira. Tiragem limitada, sob encomenda.

Atlântico

Último lançamento da Arqueria: série de dez poemas de Virna Teixeira, impressos em papel artesanal. Sob encomenda.

Novidades

  • Uma resenha da plaquete Entulho, de João Miguel Henriques, no site português Rascunho.
  • Lígia Dabul lê poemas de Algo do Gênero na rádio Unesp.  

Arqueria em Portugal

Dois lançamentos da Arqueria no Festival Tordesilhas, que ocorreu em maio passado na Casa Fernando Pessoa em Lisboa: Entulho, de João Miguel Henriques e Amor Cego & Outros Poemas, de Casimiro de Brito. As plaquetes do João Miguel Henriques estão à venda em Portugal na Livraria Poesia Incompleta. As plaquetes podem ser adquiridas pelo email arqueriaeditorial@yahoo.com.br

Arqueria no Rio

Em abril deste ano, foi publicada a plaquete “Algo do Gênero”, da poeta carioca Lígia Dabul, pelo selo Artémis. Lígia leu poemas no evento Cidade Atravessa, na Livraria da Travessa do centro.

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.